As pendências de Gean e Angela na Justiça e no Tribunal de Contas

Candidato do PMDB foi condenado a pagamento de multas por irregularidades na sua gestão na Fatma e como presidente da Câmara de Vereadores de Florianópolis pelo TCE-SC. Ex-prefeita da capital, a candidata do PP responde a duas ações na Justiça por improbidade além daquela em que foi condenada a perda dos direitos políticos por propaganda irregular pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e que acabou no último dia 11 garantindo sua participação no 2º turno.

genan-e-angela

Gean Loureiro (PMDB) e Angela Amim (PP) respondem e responderam processos no Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE-SC) e na Justiça Estadual. Como são candidatos ao cargo de prefeito de Florianópolis e já ocuparam cargos no Executivo e no Legislativo, a análise e o levantamento destas pendências judiciais e administrativas sobre a gestão de cada um pode ajudar o eleitor na hora de escolher o voto neste segundo turno da capital de Santa Catarina.

Gean Loureiro recebeu oito multas do TCE-SC, seis por irregularidades na sua gestão como presidente da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina (Fatma) entre janeiro de 2013 e abril de 2014 e as outras duas por atos julgados ilegais pela corte de contas quando o candidato foi presidente da Câmara de Vereadores da Capital, entre entre 1º de janeiro de 2009 até 31 de dezembro de 2010. Angela Amim responde a três http://www.eviagraforsale.com ações de improbidade administrativa todas sobre atos da gestão na Prefeitura da Capital e que ainda não tem julgamento definitivo, 12 anos depois de deixar o comando do Executivo de Florianópolis.

Considerando os casos citados nesta reportagem, nenhum deles registrou condenações em definitivo ou casos em que os advogados dos dois políticos não possam apresentar novos recursos contra decisões, mas os processos ainda não são conhecidos em detalhes pelo público eleitor, além de estarem nos escaninhos da Justiça e da corte de contas, em alguns casos, há quase uma década. Por isso, não se trata de um julgamento antecipado de ambos os candidatos, mas um ato de transparência sobre os critérios técnicos e jurídicos adotados até agora para julgar seus atos como gestores públicos.

Clique na imagem e leia reportagem sobre as pendências de cada um dos candidatos:

Gean Loureiro

Veja as pendências de Gean
Veja as pendências de Gean

Angela Amin

Veja as pendências de Angela
Veja as pendências de Angela

Últimas do Farol