“O teatro do CIC já deveria ter sido fechado”, afirma promotor de Justiça

Laudo elaborado por técnicos da Funarte revela falhas na estrutura do Teatro Ademir Rosa, no CIC
Laudo elaborado por técnicos da Funarte revela falhas na estrutura do Teatro Ademir Rosa, no CIC

Em entrevista ao Farol Reportagem, promotor Aor Steffens Miranda informa que abriu um inquérito civil para apurar a execução do contrato de reforma do Teatro Ademir Rosa (TAR) e apontar quais foram os gestores públicos que receberam as obras mesmo com irregularidades apontadas em laudo do Centro Técnico de Artes Cênicas (CTAC), da Funarte, como revelou ontem o Farol Reportagem com exclusividade.

Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) encaminhou um ofício na segunda-feira (11) à Fundação Catarinense de Cultura (FCC) questionando se a direção da entidade estadual vai interditar o espaço por conta própria diante das evidências da perícia que pede uma “intervenção imediata” do espaço para solucionar as falhas encontradas.

“Se o o gestor não interditar, vou estudar a medida, pois o laudo demonstra bem o risco que tem não só para as pessoas, mas para o uso do espaço. Primeiro a segurança, e não podem deixar para decidir depois de um novo acidente. Depois do laudo, não há mais desculpa nenhuma, o teatro do CIC já deveria ter sido fechado“, afirma Miranda, da 26ª Promotoria de Justiça da capital.

Confira galeira com os principais apontamentos do laudo da Funarte

Segundo o promotor, desde a queda de uma das varas motorizadas de iluminação, que despencou de uma altura de sete metros em fevereiro deste ano, a FCC expõe ao risco o público, artistas e técnicos do TAR.

“O risco no consumidor é bem grande e da própria situação do dano moral coletivo. Fazem uma obra que demora anos, que fica com problemas, e depois continuam usando da mesma maneira?”, questiona o promotor. “Eles estão negligenciando a segurança da sociedade, de todos que estão se apresentando num espaço multiuso, assim como os servidores da Fundação”, completa o promotor.

A FCC ainda não se posicionou oficialmente sobre a possibilidade de fechamento do teatro para reparos. O calendário de eventos do TAR para o mês de julho está praticamente lotado. O próximo espetáculo ocorre nesta quinta-feira (14).

Por e-mail, o presidente do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado de Santa Catarina (SATED/SC), Paulo Roberto Fernandes, comunicou ao Farol que vai cobrar uma solução imediata para o problema:

“O sindicato vai continuar cobrando das autoridades competentes uma solução imediata para essa situação. No momento, o que podemos fazer é cobrar uma solução eficaz, pois o restante foge de nossa alçada. A garantia e segurança do trabalhador é o que prezamos”.

Em nota encaminhada na tarde desta quarta-feira, a Presidência da FCC afirma que agendou uma reunião com a construtora JK nesta quinta-feira (14) para tratar sobre problemas apontados no laudo da Funarte:

“A empresa JK Engenharia Ltda., responsável pela última reforma feita no espaço, entre 2009 e 2012, em gestões anteriores, foi chamada para uma reunião nesta quinta-feira, onde serão expostas as questões apontadas no laudo para que sejam corrigidas. Os técnicos da FCC estão monitorando a estrutura e algumas intervenções já foram efetuadas para reforçar a segurança.”

Laudo aponta “risco de colapso” em estrutura de Teatro do CIC

 

Últimas do Farol